Netflix adaptará o romance “A Seleção” com a diretora Haifaa Al-Mansour

A cineasta saudita Haifaa Al-Mansour dirigirá o próximo filme da Netflix, “A Seleção”, com base no primeiro livro da popular série de livros da autora Kiera Cass.

Publicado em 2012, o livro se passa em um futuro distópico, onde 35 meninas são selecionadas para se mudar para um palácio real e competir pelo coração de um príncipe. América Singer é da classe baixa da sociedade e escolhida como uma das pretendentes do príncipe Maxon, mas está dividida entre a vida e o amor que deixou para trás. Com o tempo, fortes sentimentos pelo príncipe crescem dentro dela.

“A Seleção” é o primeiro de uma série de seis livros e já vendeu mais de 11 milhões de cópias em todo o mundo.

“Estamos entusiasmados por trabalhar com a Netflix e dar vida a esses livros amados para a base de fãs extraordinariamente fiéis e apaixonados”, disse a produtora Denise Di Novi a Variety. “A autora Kiera Cass criou uma fantasia fascinante cuja mensagem de poder e autenticidade é mais relevante hoje do que nunca.”

Al-Mansour estreou com seu filme de 2012 “Wadjda”, que recebeu sua aclamação da crítica e uma indicação ao Indie Spirit de melhor primeiro longa-metragem. Ela seguiu com Mary Shelley e The Perfect Candidate. A Netflix já tinha um forte relacionamento com a diretora depois de trabalhar com ela em “Nappily Ever After” de 2018.

Ela é gerenciada por Rosalie Swedlin na Anonymous Content e representada pela UTA e pelo advogado Craig Emmanuel na Paul Hastings LLP.

Di Novi e Pouya Shahbazian, da franquia Divergent, produzirão, enquanto Margaret French Isaac atuará como produtora executiva.

“Estou emocionado por trabalhar com a brilhante Haifaa Al-Mansour e nossos amigos da Netflix neste filme especial”, disse Shahbazian. “Tendo trabalhado em algumas adaptações de livros de alto nível, nunca vi o fervor e a paixão que os fãs de A Seleção têm pela adaptação da série de livros de Kiera Cass ao cinema.”

No Brasil, a saga de livros foi publicada pela editora Seguinte.

Leia Mais
Conheça mais sobre Blackout tattoo
%d blogueiros gostam disto: