imagem

Calma, eu não estou tentando estragar a festa que a Bethesda provavelmente deve estar fazendo desde o lançamento do jogo ou diminuir as tantas qualidades de Skyrim. É um jogo digno de louvor, e estas cinco falhas que vou listar, apesar de chatas, não afetam a experiência global durante boa parte do tempo. Esta é apenas uma pequena seleção de irritações angustiantes que eu preciso desabafar com alguém. 

Antes que você comece a gritar “O Kotaku falou mal de Skyrim! Eles não sabem de nada!”, leia o texto com calma e veja que essa lista não tem nada a ver com ódio. É apenas um meio de mostrar que, por melhor que o jogo seja, o próximo pode ser melhor ainda. Já pensou? 

Animação
Um dos elementos mais criticados dos últimos dois jogos da série The Elder Scrolls. A Bethesda com certeza melhorou muito a animação de personagens em Skyrim, a ponto de a visão em terceira pessoa ser uma opção viável, desde que você não faça movimentos bruscos ou tente descer a encosta de uma montanha. Na verdade, a menos que você esteja correndo em linha reta ou lutando (o que significa ocupado demais para notar), a velha e familiar animação travada de Oblivion e Fallout reaparece. Esqueça a escalada: não há animações para isso, e sair andando pela encosta de uma montanha com as pernas afundando nas rochas não ajuda muito na imersão. 

Possível solução: Vamos melhorar essa captura de movimentos, Bethesda. Ligar para a Rockstar, ver se eles conhecem alguém?

O Cabelo
Meu eterno inimigo em qualquer jogo de mundo aberto da Bethesda são os cabelos do protagonista. Como você pode ver no meu vídeo de criação de personagem [abaixo], a Bethesda não se preocupou em melhorar muito os elementos capilares em Skyrim. Eles estão um pouco melhores, e os rostos mais detalhados ajudam no resultado geral, mas ainda podem ficar parecendo um simples gorrinho com textura de cabelo.

É claro que você vai acabar usando um capacete logo no começo do jogo. Na verdade, a imagem de Dovahkiin que foi veiculada desde o começo encoraja você a usar um capacete, então é provável que a Bethesda esteja ciente do problema.

Possível solução: Desencanar de vez das escolhas de cabelo e obrigar os personagens a usarem um capacete já na fase de criação. Ou raspar a cabeça de todo mundo.

Telas de Carregamento e Lag
Um dia teremos um Elder Scrolls que não vai nos lembrar dos infames “loadings” da era PlayStation One toda vez que entrarmos numa cabana. É só uma questão de tempo e evolução tecnológica, eu sei. Mas é um tanto broxante ter a possibilidade de explorar livremente um gigantesco mundo aberto, mas ter que esperar o que parece uma eternidade toda vez que entramos numa casa ou caverna. Isso é mais uma expectativa pessoal do que um problema de verdade e, pelo menos, a Bethesda fez algumas belas telas de loading interativas para ajudar a passar o tempo.

O lag, por outro lado, provavelmente poderia ser evitado. Na versão de Xbox 360, minhas viagens às vezes são interrompidas por pequenas pausas, como se a próxima parte do mundo estivesse carregando, sem sucesso. Essas travadinhas no meio do jogo não são tão incômodas assim, mas combine isso com o lag que rola quando eu tento abrir o menu do jogo ? o bastante para parecer que o jogo travou -, e eu começo a perder a paciência. O problema não é frequente ? e eu suspeito que esteja ligado ao cache -, mas existe.

Possível solução: Lancem logo aqueles consoles mágicos do futuro, por favor.

Combate
Minha maior decepção em Skyrim. Eu tenho um reino vasto e lindo para explorar, posso usar armaduras e armas realistas para enfrentar diversas criaturas, das mais mundanas às mais horríveis. E então eu esperava algo digno de um filme de fantasia medieval, com batalhas épicas e espadas se chocando. Mas o que acontece é um monte de golpes acertando o ar. Um botão controla o item ou magia em sua mão esquerda, o outro cuida do item ou magia na mão direita. Isso funciona bem para quem gosta de magias, mas para os guerreiros tradicionais? Não tanto.

Por mais avançada e linda que seja a tecnologia gráfica de Skyrim, ela não faz nenhum milagre. A criação de um sistema realista de batalhas corpo-a-corpo e magias em primeira pessoa seria uma tarefa monumental. Se o jogo fosse feito apenas para o PC, talvez a história fosse diferente ? um mouse faria maravilhas para um sistema de golpes direcionados.

Mas pensando bem, ambos os consoles com versões para Skyrim têm dispositivos capazes de dar mais profundidade ao combate. Eu não vou culpar a Bethesda por não dar suporte a tecnologias que não estavam no mercado quando eles começaram a desenvolver o jogo, mas quem sabe da próxima vez?

Possível solução: Skyrim Edição Especial Kinect; Dragonborn Heroes on the Move

Os Dragões
Enormes. Ameaçadores. A escuridão se espalhando por todo o mundo de Skyrim é lançado pelas sombras das asas de um dragão. Essas bestas infernais são o centro do conflito do jogo e significam o maior desafio na história de The Elder Scrolls.

A menos que você se esconda atrás de uma pedra. Os dragões odeiam isso. Ficam tão confusos que, depois de cuspirem fogo algumas vezes, eles sentam e esperam, confusos, dando a abertura que você precisa para o próximo ataque.

Eu só lutei com alguns dragões no jogo até agora, mas aqueles que enfrentei só eram impressionante graficamente. Eu deveria ficar aterrorizado, preocupado com minha vida. Eu deveria ficar com a impressão de que eu estava enfrentando dificuldades insuperáveis, mas não. Graças ao sistema de combate, uma luta com um dragão nunca é tão dinâmica e divertida como deveria ser. Então o que poderiam ser alguns encontros épicos de verdade se transformam em algo meramente mecânico e repetitivo. Atacar o dragão no ar com magias e flechas deixou o combate mais dinâmico, mas na verdade eu só estava acelerando o processo um pouco.

Depois de me ver jogando por várias horas, minha esposa observou que, enquanto eu estava lutando com um dragão, eu ficava calmo, tranquilo. Quando eu encarava o tigre das neves (Snowy Saber Cat) no vídeo acima, por outro lado, eu gritava, corria e chorava feito uma menininha.

Possível solução: The Elder Scrolls VI: Snowy Saber Catborn

por warwad, fonte: Kotaku