Clube do Livro | Sete Virtudes: O Princípio da Lenda

O Princípio da Lenda

Sinopse: Forças antigas conspiram para ressuscitar o deus da destruição. O filho da divindade Ohsaýn reuniu fragmentos sagrados para forjar a espada matadora de deuses e vingar a morte de sua mãe. Mas para utilizar o artefato, ele precisará sacrificar tudo que foi um dia e se deixar possuir por um desejo insaciável de sangue. Seria ele capaz de abandonar todo seu passado para cumprir seu propósito?

Uma saga medieval baseada numa mesa de Role Playing Game (RPG). A mesa durou 15 anos, tendo um grande número de jogadores ao longo da campanha. O RPG nada mais é que um jogo de tabuleiro cada jogador cria um personagem fictício e o interpreta enquanto interage com uma historia contada pelo Mestre do jogo.

O Princípio da Lenda é o primeiro livro da saga e conta a história de sete aventureiros unidos para impedir o retorno de Salizar, o deus da destruição. Uma campanha de RPG que virou um livro repleto de aventuras e muita emoção, com uma narrativa épica e cativante.

Nota: ★★★★☆

O livro começa de maneira lenta, assim como qualquer campanha de RPG. Mas, logo você pega gosto pelos personagens e por suas histórias. O livro é bem narrado, denso e com bastante detalhes do cenário e por causa disso, algumas cenas aparentam se passar em câmera lenta de tanto detalhe, já outras se passam em grande velocidade. Jefferson soube mesclar bem essa questão em seu livro. Nem tão massante, nem tão frenético.

Uma pergunta: Eu preciso jogar RPG para entender o que estou lendo? Não, e isso foi brilhante por parte do Jefferson, já li livros onde era mostrado até o resultado do dado no livro. O que achei bastante chato. Mas, o livro é uma leitura agradável e cheio de fantasia. Originalmente, Jefferson liderou seus aventureiros pelo mundo de Tormenta, mas quando escreveu adaptou bem a sua história.

Já no prólogo podemos sentir o quão perigoso é o mundo criado por ele. Você realmente teme pelas vidas dos personagens, uma vez que você consegue se apegar a eles com muita facilidade. J. R. Diniz vai te levar por um mundo de aventuras e fantasia cheio de anões, elfos, humanos, dragões e deuses.

Foi uma leitura prazerosa e um tanto gratificante. Foi um bocado demorada, devido a ser um livro bastante denso, mas, simplesmente, não consigo dizer qual de seus personagens eu gostei mais e, quando você entende que cada um deles era uma pessoa diferente no mundo, me dá vontade até de conhecer eles pessoalmente.

Se você curte um bom RPG, uma boa história com personagens bem construídos e ver personagens ultrapassando limites perigosos, esse livro é para você. Se não curte tudo isso, dê uma chance a esse livro. Ele vale muito a pena.

Você pode adquirir o livro clicando aqui.

Leia Mais
Resident Evil Code Veronica: Veja uma comparação entre versões de PlayStation 2 e PlayStation 3
%d blogueiros gostam disto: