A Panini publicará os quadrinhos do Conan, personagem criado por Robert E. Howard, no Brasil e em outros países.

Conan e sua nova saga pela 9ª arte: a Panini Comics e a Conan Properties International firmaram acordo global de longo prazo pelos direitos de publicação de Conan. A editora é uma das mais antigas licenciadas da Conan Properties, publicando o portfólio de revistas em quadrinhos em territórios selecionados por quase 25 anos.

A única exceção é para produtos de língua inglesa. Nos Estados Unidos, os direitos foram acordados com a Marvel, como divulgado no início deste ano.

O novo acordo estende o escopo da licença para mais territórios, incluindo Brasil, Espanha, França, México, Alemanha, Itália, Escandinávia, Turquia e Sérvia. No futuro próximo, expandirá para outros lugares, tanto diretamente quanto em parceria com outras editoras, enquanto continua mantendo vivos os conteúdos de arquivos históricos das coleções, revistas em quadrinhos e periódicos.

As publicações serão de todo o catálogo histórico do personagem, incluindo a era clássica da Marvel (1970 a 2000), a fase da Dark Horse (2003 a 2018) e futuras publicações da “Casa das Ideias”, a partir de 2019. A Panini também desenvolverá conteúdo original para os quadrinhos com artistas europeus e latinos, para complementar a variedade de histórias em quadrinhos existentes e futuras, com graphic novels que irão se aventurar em novos universos.

A editora trabalhará em conjunto com a Conan Properties, que atualmente está em processo de expansão de Conan, o Bárbaro por meio de videogames (Conan Exiles, da Funcom) e a série de televisão live-action, que estreará em breve, produzida para a Amazon Video.

Desde 2002, as histórias de Conan são publicadas no Brasil pela Mythos Editora. Num primeiro momento, os lançamentos programados serão mantidos e resta aguardar para saber se haverá alguma mudança a partir de 2019.

Neste ano, a editora Salvat lançará uma coleção de 75 volumes com o personagem, que não deve ser afetada pelo novo acordo.