Um celular que é tablet, e um tablet que é celular. Um dispositvo com a vantagem de, além de agregar ambas funcionalidades, pode alterar de tamanho. Se você precisa só do smartphone, basta destacá-lo do tablet. Se quer melhorar o desempenho, reuna os dois. É um conceito da Fujitsu , que ora é uma coisa, ora é outra.

The Part (Foto: Divulgação)The Part (Foto: Divulgação)

O conceito criado pela empresa japonesa chama-se The Part e foi desenvolvido pelos designers Eunha Seo, Junse Kim e Yonggu Do. Para este trio, smartphone e tablet não devem ser entidades separadas, mas sim um conjunto. Duas metades de uma mesma moeda.

Ideia interessante que trabalha enfocando a noção de “tudo numa coisa só”. Combate o loteamento do seu bolso e sua mochila em vários gadgets diferentes, combina duas metades de um mesmo mercado – a computação móvel – em apenas uma plataforma. À luz dessas ideias, o projeto da Fujitsu só tem pontos positivos, não é mesmo?
Contudo, há um defeito: o projeto é apenas um conceito. Um ensaio de uma concepção de produto que, não necessariamente, chegará às prateleiras e às mãos dos consumidores ávidos por menor consumo de espaço e, sobretudo, eficiência em seus dispositivos móveis.
Até aqui, a coisa mais próxima da ideia da Fujitsu talvez seja o Samsung Galaxy Note, a ser lançado em 17 de novembro próximo, e que é pequeno demais para um tablet e grande demais para um smartphone.
Via YankoDesign