E lá fomos nós conferir mais um oba oba da querida Netflix. Dessa vez a maratona de fim de semana foi com a série 13 Reasons Why.

13-Reasons-Why-758x426Mesmo derivada do livro homônimo, a série contou com modificações consideráveis comparada ao livro (segundo a crítica de uma bookaholic amiga, já que o livro está no meu desktop há meses e eu não tive um mísero espaço de tempo pra ler).

Mas é claro q ser homônimo não gera a obrigação de ter conteúdo igual, afinal, isso empobreceria a mente criativa dos queridos diretores cinematográficos hollywoodianos. Mas o fato é q a Netflix novamente acertou em cheio.

Uma série que nos primeiros episódios, parecia ter saído do folhetim global das 17h, foi galgando espaço e se mostrando realmente interessante e instigante, até para aqueles que já passaram da adolescência e conflitos do ensino médio e vivenciam a vida adulta. Afinal o suicídio de Hannah Baker vem em resposta a diversos episódios de bullying (NÃO É SPOILER, ANTES DE CRITICAR VERIFIQUE O TRAILER E A SINOPSE).

trilha-sonora-13-reasons-why-selena-gomez-musicas-netflix

Infelizmente essa prática se tornou tão corriqueira que se vc não passou por alguma situação, certamente conhece alguém que vivenciou ou vivencia esse problema, seja no mundo real ou virtual (cyberbullying) o que lhe confere certa empatia com o agressor ou a vítima em algum momento dos 13 episódios.

13 Reasons Why pode parecer cansativa visto que cada porquê faz você ansiar pelo próximo, e é aí q está o pulo do gato, essa espera te consome de tal modo a fazer você esgotar a série rapidinho, em maratona mesmo. Ou seja, se você está procurando uma série pra o fim de semana, certamente 13 Reasons Why é uma ótima sugestão.

Além de proporcionar uma reflexão pessoal do seu papel quanto ser biopsicossocial no mundo e as responsabilidades decorrentes das suas ações ou omissões na vida do outro. #ficaadica #superindico