A cultura pop tem várias histórias e personagens que nos fazem amar tanto esse mundo, mas não estou sendo exagerado ao dizer que o alicerce da cultura pop que conhecemos é dado pelo universo de Star Wars. Assim como a religião Jedi está para o lado bom da Força, Star Wars está para o mundo geek. Confira o que achamos do segundo filme da nova trilogia.

A expectativa gerada em torno de Os Últimos Jedi foi enorme, muitas teorias baseadas nos trailers, um certo receio com relação aos rumos que a saga deveria tomar, mas podem esquecer tudo isso, caros padawans. Tem a coragem que não esperávamos que teria e quebrou todas as nossas teorias, e isso é ótimo. O filme tem uma embalagem muito parecida com O Império Contra Ataca, mas fica na embalagem. O que vemos é o encontro do novo e do velho, as dificuldades de Luke em ser um mestre Jedi e mais do que nunca a Força permeando a dúvida, tanto em Luke, quanto em Rey e Kylo Ren. As respostas que eles procuram são o foco do filme. Mark Hamill volta muito a vontade à seu mais importante personagem e entrega um verdadeiro mestre Jedi. Daisy Ridley e Adam Driver retornam muito mais à vontade em seus personagens. A grande sacada do filme é plantar as dúvidas em nossas cabeças e não responder de imediato, as explicações com certeza virão no último filme. O núcleo da Resistência é muito bem aproveitado também, as perseguições clássicas da saga continuam ótimas, BB-8 bastante carismático, tem uma ótima sincronia com Finn e Poe, o segundo tem bastante importância no núcleo da rebelião. Carrie Fisher volta como Leia, transmitindo paz e sabedoria em suas decisões, ela é a Resistência.

O filme entrega muito, tanto para a nova geração quanto para os seguidores da trilogia original. Vale pontuar três cenas que merecem aplausos e que me encheram de lágrimas os olhos: a primeira delas é a aparição do espírito de Yoda para guiar Luke, momento chave para Luke entender o papel de um mestre Jedi; a segunda é a luta entre Kylo e Rey, uma maestria de sincronia com um peso bastante importante para o que virá a seguir; a terceira e mais emocionante é o reencontro de Luke e Leia, que antecede o confronto entre Luke e Kylo Ren, confronto esse que nos apresenta o verdadeiro poder de um mestre Jedi.

Os Últimos Jedi é ousado e renova tudo que virá pela frente, existem algumas falhas em focar apenas no confronto rebeldes/primeira ordem. Onde está o resto da galáxia? O que acham da primeira ordem? Talvez essas respostas nunca venham, ou sejam respondidas no próximo filme. Esses deslizes não atrapalham o desenvolvimento da trama, que segue coesa e deixa várias possibilidades do que vem a seguir. Que a Força esteja com vocês!!

Direção: Rian Johnson                        Elenco: Daisy Ridley, Mark Hamill, Carrie Fisher, Adam Driver, Oscar Isaac, Lupita Nyong’o, Domhnall Gleeson, John Boyega, Kelly Marie Tran, Benicio Del Toro, Andy Serkis.

Confira o trailer: