Os tempos mais recentes não têm sido nada meigos para Frank West. Na verdade parece ser cortado em tudo. Foi cortado de Marvel vs Capcom 3: Fate of Two Worlds, e agora vê a sua tonalidade ser cortada assim como o seu cabelo. Mas o certo é que está de volta e pronto para arrasar como nunca. Quando a Capcom anunciou este Dead Rising: Off the Record a sensação foi mista, pois por um lado temos o regressar de um dos personagens mais carismáticos nascidos nesta geração, mas por outro regressa num contexto ligeiramente estranho.

Segundo a Capcom este não é Dead Rising 3 mas antes um re-imaginar de Dead Rising 2. No vídeo de apresentação podemos ouvir o próprio West em tom zangado referir como o estrelato lhe foi roubado por Chuck Greene durante o surto de zombies em Fortune City e sobre frequentes questões de como teria feito as coisas caso fosse ele no lugar de Chuck. West caminha em direção à arena de Fortune City e responde que teria feito tudo de forma diferente.

Eis então a hora de descobrir o quanto tudo representa para a Capcom e claro, para West. Chega até a ser curioso Off the Record ser uma espécie de Dead Rising 2 protagonizado por Frank West pois quando o original foi anunciado, os fãs mais devotos ficaram incrédulos ao descobrir que West não iria ser o protagonista. A Capcom não se poupa e diz mesmo ‘esqueçam o que sabem de Dead Rising 2’ deixando presumir que os que passaram ao lado do segundo jogo, descontentes por West ter sido posto de lado, podem considerar este como uma espécie de Dead Rising 2. É uma nova história com um personagem já conhecido e mesmo os que jogaram o segundo capítulo vão ter aqui uma reinterpretação dos eventos vistos em Fortune City.

 Para convencer os jogadores que Off the Record tem bases para se sustentar e que merece o preço de um jogo completo em disco, a Capcom promete uma experiência completamente nova. Segundo avançado, o jogador vai conhecer diversas novidades, melhorias e ajustes na jogabilidade base que prometem trazer frescura para a série. Outros elementos vão ser patrocinados pelas características únicas de um fotógrafo, tal como West nos mostrou no primeiro.

Off The Record assume-se então como um misto que conjuga as novidades introduzidas em Dead Rising 2 com elementos icónicos implementados no original. West vai ter direito a uma nova estrutura de missões especificamente desenhadas para si e acesso a áreas novas e inéditas. Quem também regressa é a fiel máquina fotográfica de West e como os fãs do original sabem, isso significa que vamos poder tirar fotografias aos zombies para amealhar pontos de Prestígio e não é difícil de adivinhar que os NPCs que surgem espalhados por Fortune City vão-nos colocar em situações bem caricatas e hilariantes.

A Capcom também promete que o jogador vai poder construir armas ainda melhores e mais arrojadas, tudo em benefícios de uma jogabilidade que assenta no expoente máximo da diversão e do apelo à criatividade do jogador. Quanto mais loucos somos e pensamos, mais estranhos e cómicos são os resultados. Afinal de contas, Dead Rising é uma espécie de sátira a filmes de horror de série B e o seu sentido de humor é um dos seus valores máximos. Prometidos estão inimigos novos e mais ferozes, algo que os jogadores dos dois anteriores vão adorar descobrir e enfrentar.

 Há cerca de dois meses a Capcom perguntou aos fãs várias perguntas relacionadas com a série portanto não é de estranhar que o feedback dado esteja na origem de todas as novidades e melhorias que estão a ser aclamadas. Talvez Off the Record seja o Dead Rising 2 que os fãs queriam ter mas que não tiveram direito de voto para ajudar a construir. Isto torna-se aparente quando olhamos para a lista de melhorias técnicas e na jogabilidade que a Capcom divulgou. Desde melhores tempos de carregamento a melhorias nas funcionalidades online, Off the Record é aclamado como uma experiência Dead Rising mais satisfatória.

Neste novo jogo que marca a estreia de Frank West na PlayStation 3, os jogadores vão presenciar o regresso dos modos online e o modo cooperativo vai ser provavelmente a grande atracção. Chuck e Frank vão trabalhar lado a lado e novos elementos de história prometem ser entregues, aumentando o valor do produto e diversificando a fonte de diversão.

Mais rápido, mais suave e mais satisfatório é como Off the Record promete ser, especialmente porque promete livrar-se dos problemas de Dead Rising 2 e focar-se nos elementos que os fãs aclamaram, a diversão patrocinada por uma panóplia de possibilidades na jogabilidade. Frank West regressa para conquistar o carinho dos fãs e quem sabe tornar-se na melhor e maior experiência Dead Rising.

Dead Rising: Off the Record está previsto chegar durante o Outono para PlayStation 3 e Xbox 360.
por DR.FabioO.V.N.I, fonte: Eurogamer