power

Power (Netflix, 2020) – Um filme inovador e que traz heróis de uma nova maneira de se ver!

Já imaginou tendo super poderes? Acho que todo mundo já sonhou em um dia se tornar super herói, e se eu lhe falasse que pode existir uma pílula que faça você ganhar superpoder por apenas alguns minutos você tomaria? O novo filme Power trazer uma premissa muito inovadora e diferente do que estamos acostumados. O filme é dirigido por Henry Joost e Ariel Schulman (ambos de “Nerve: Um Jogo Sem Regras”).

Como falei no inicio, o filme conta a narrativa de uma nova droga que chega aos mercados de Nova Orleans, na qual você ganha superpoderes por um tempo… Não se preocupe que não irei revelar muita coisa para não dar spoiler sobre, e não tirar a sua experiencia de ver o filme sem muitas expectativas e conhecimento também.

O roteiro é de Mattson Tomlin (do ainda inédito “The Batman”) que traz dois olhares para quem está assistindo se colocar no lugar de cada personagem. Um deles é do policial que usa a droga para melhorar o seu trabalho e outro é de uma pessoa que procura algo e se sente perdido e tenta destruir a qualquer custo tudo aquilo que vê pela frente! O roteiro cheio de cuidado prende o assinante em cada segundo da sua historia e ele consegue isso com maestria.

O longa tem uma narrativa cativante fazendo com que você fique dos dois lados no decorrer da trama, imaginando em usar aquela química para se tornar super herói como vemos nos quadrinhos que nós amamos e sempre acompanhamos.

O principal ponto de vista que é trazido pra gente é bem estabelecido e faz com que você coloque na balança no final, se as pessoas estão certas em escolher algum lado e usar aquela estranha substância.

A atuação faz com que Dominique Fishback ganhe destaque e mostre a sua forte interpretação mesmo não participando das cenas de ação e de lutas, mas mostra a girl power em ser uma jovem lutadora que faz de tudo para ajudar mãe e mostrar uma grande realidade.

E portanto não podemos esquecer dele: o grande Rodrigo Santoro; que está mais uma vez enigmático e mostrando sua performance mágica, conseguindo mais uma vez deixar o recado de o quão foda é em seus trabalhos!

As cenas de lutas são bem compostas e conseguem alinhar as mesmas com uma movimentação de câmera excelente, usando de efeitos especiais.

“Power” chega de forma simples, conquista, tem um grande potencial para se tornar uma franquia, e não somente parar no primeiro filme.

Project Power - Henry Joost e Ariel Schulman
Quando uma pílula que dá a seus usuários superpoderes imprevisíveis por cinco minutos chega às ruas de Nova Orleans, um traficante adolescente e um policial local devem se unir a um ex-soldado para derrubar o grupo responsável por sua criação. Roteiro: Elenco: Jamie Foxx, Joseph Gordon-Levitt, Dominique Fishback, Rodrigo Santoro, Courtney B. Vance, Amy Landecker, Machine Gun Kelly, Tait Fletcher, Allen Maldonado, Andrene Ward-Hammond, Cory DeMeyers, Jazzy De Lisser, Yoshi Sudarso, Jim Klock, Casey Neistat, Azhar Khan, Joseph Poliquin, Kyanna Simone Simpson, C.J. LeBlanc, Mike Seal
4
Project Power

Leia Mais
Vídeo: SquareTrade realiza um novo teste de resistência com o iPhone 4S, desta vez ao lado do Samsung Galaxy S II Leia mais: Vídeo: SquareTrade realiza um novo teste de resistência com o iPhone 4S, desta vez ao lado do Samsung Galaxy S II | MacMagazine
%d blogueiros gostam disto: