Um dos itens mais importantes para fazer sucesso no Twitter, é o conteúdo que você escreve. Muitos usuários já entram nesta rede social sabendo exatamente sobre o que irão escrever, mas, em certos casos, as pessoas não têm ideia do que postar.

Para tentar solucionar uma eventual falta de inspiração para escrever tweets, o designer e desenvolvedor Wimer Hazenberg criou o That Can Be My Next Tweet (“Este poderia ser o meu próximo tweet”, em português).

O sistema funciona usando como base as mensagens que o dono de uma conta no Twitter postou nos últimos tempos. Basta escrever seu nome de usuário e pedir para o site gerar o seu próximo tweet, e pronto, você verá uma frase totalmente nova montada com palavras que já foram postadas anteriormente.
Na grande maioria das vezes os tweets não fazem muito sentido, mas isto só aumenta a popularidade deste sistema, tornando-o uma brincadeira divertida para os usuários do Twitter.

Além do That Can Be My Next Tweet, o designer/desenvolvedor de Amsterdã, na Holanda, já lançou outros projetos como o Monoslideshow, por exemplo. O programa funciona com o Adobe Flash, e mostra vídeos e fotografias dentro de uma página de web.

As informações contidas, convertidas em um arquivo .SWF (vindas do software Adobe Flash), podem ser lidas diretamente como um arquivo de texto simples .XML.

Também é de sua autoria o That Can Be, que transforma duas palavras distintas em várias imagens vindas do Monoslideshow, usando o banco de imagens do Flickr. Para ilustrar, foram escolhidas as palavras sun (sol) e cupcake, e o resultado de uma das primeiras fotos encontradas foi a do famoso bolinho, que trazia em sua cobertura um creme em tom de amarelo.