Uma das maiores inovações da terceira edição de UFC Undisputed é um modo de jogo que reproduz o extinto campeonato PRIDE, que possui regras mais flexíveis e permite golpes mais violentos. Em entrevista ao site GamerZines, o produtor do jogo, Neven Dravinski conta que este modo é como “um jogo dentro do jogo”, por trazer sua própria ambientação e regras.

UFC Undisputed 3 (Foto: Divulgação)UFC Undisputed 3 (Foto: Divulgação)

Um das principais diferenças entre as regras do PRIDE e do atual UFC é que o anterior permite chutar oponentes caídos no chão – elemento que, segundo Dravinski, muda a toda a estratégia do jogo. “Em uma posição como a Norte-Sul (em que um lutador está no chão e outro sobre ele, invertido) nas regras do UFC, você pensa ‘bem, o cara pode me imobilizar dali, mas sem grandes problemas’”, ele diz, “mas agora, de repente, no PRIDE as pessoas estão tentando chegar nesta posição porque você pode usar os joelhos na cabeça, etc.”


“Acho que será muito legal quando as pessoas tiverem a chance de jogar. Como eu disse, é essencialmente um jogo de outro jogo”, ele conclui: “mas acredito que o jogo do UFC está melhor por isso, só pelo fato de poder levar os caras do PRIDE para o UFC e vice-versa e fazer partidas espelhadas (com os dois jogadores selecionando o mesmo lutador) torna o jogo mais rico. Além de todas as melhorias gerais na jogabilidade, incluir o PRIDE torna tudo muito melhor para mim.”
Saberemos a extensão destas possibilidades somente em 14 de fevereiro, quando UFC Undisputed 3 chega nas lojas, para PlayStation 3 e Xbox 360.
Via GamerZines

.