Criados para unificar várias funções em um só aparelho, os smartphones já ocupam uma enorme fatia do mercado de dispositivos móveis hoje em dia. Além de ligações eles podem ser usados para assistir vídeos, navegar na internet, ouvir músicas e várias outras coisas. Mas ao menos para o MIT Media Lab, especializados em projetos envolvendo câmeras, os smartphones têm um uso especial: diagnosticar cataratas.

Detecta catarata usando celulares (Foto: Divulgação)Detecta catarata usando celulares (Foto: Divulgação)

Eles foram os responsáveis por criar o chamado CATRA, que é um conjunto de aplicativo e adaptador para smartphone que permite o diagnóstico da catarata mesmo em estágios ainda iniciais da doença.
O adaptador plástico usa retrorreflexão para emitir uma feixe de luz direto no olho do paciente. O feixe é liberado na tela por meio do aplicativo, que também é o responsável por interagir com o paciente e marcar o nível de reflexão da retina, traçando um mapa do olho e determinando o nível da doença.
O projeto, que tem na equipe os estudantes brasileiros Erick Passos e Vitor Pamplona, não só gera resultados melhores do que a técnica usada atualmente para detecção da doença como também consegue ser mais barata e acessível, podendo ser difundida com maior facilidade para países em desenvolvimento.

Os testes em campo do CATRA estão agendados para começar esse mês. Veja mais detalhes na página oficial do projeto.
Via: Wired

Loading Facebook Comments ...