Um roteador sem fio comum tem um objetivo: conectar vários dispositivos em rede sem a necessidade de cabos, conectando-os ou não à internet. Mas com o equipamento certo, ele pode ser usado com outros objetivos. Um delas é medir a respiração de pessoas e outro, assustadoramente mais preciso, é determinar a localização delas. De acordo com estudos realizados pelo departamento de engenharia elétrica da Universidade de Utah, ambos são relativamente fáceis de serem feitos.

A descoberta aconteceu por acidente quando Neal Patwari, um dos membros da universidade, percebeu que a intensidade do sinal variava de acordo com a respiração de uma pessoa mas apenas em certos lugares de um quarto. Ele então montou com seus colegas um experimento, que consistiu em organizar 20 equipamentos de rede sem fio ao lado de uma cama onde havia uma pessoa respirando normalmente e medir a intensidade do sinal.

imagem

Os equipamentos registram mudanças de intensidade de sinal quatro vezes por segundo e, segundo os testes, conseguiram medir corretamente até 0,4 respirações por minuto. Esse estudo pode servir para tentar encontrar uma maneira de facilitar a coleta de dados em testes de sono, onde a pessoa testada normalmente precisa ter uma série de fios conectados ao corpo por meio de adesivos. Essa nova técnica de usar redes WiFi poderia, então, ajudar a eliminar os fios aqui também.

Além desse teste o mesmo grupo já conseguiu provar em outubro de 2009 que é possível rastrear um objeto em movimento atrás de uma parede usando o mesmo princípio de variação de intensidade de sinais de rede WiFi.

por thecalebe, fonte: Tecnoblog/Net