Há brinquedos que não foram feitos para brincadeiras. Nesta sexta-feira 13, se tiver coragem de ler, veja 13 deles!

 

Automatonofobia é o nome do medo de bonecos, marionetes, estátuas, animações e tudo aquilo que imita um ser humano. Pedofobia, é o medo de bonecas. Pupafobia é o medo específico de bonecos de ventriloquismo. Apesar de fobias bastante semelhantes, aqueles que sofrem de automatonofobiapedofobia ou pupafobia provavelmente sentem este medo devido a algum evento traumático, como ficar trancado num quarto escuro ou ter algum pesadelo com algum brinquedo assustador.

Para além das questões psíquicas, a História registra que muitos bonecos serviram-se de receptáculos a forças desconhecidas pela ciência e que algumas vezes redundou num mal. A lista apresentada aqui recupera a memória de alguns desses casos. Se você sente alguma das fobias citadas, a leitura não é recomendada.

1. Annabelle

A boneca do tipo Raggedy Ann é o mais famoso e o primeiro caso a ser cientificamente estudado. O caso revelou que a força desconhecida não “possuía” a boneca, e sim a instrumentalizava. De todo modo, foi comprovada a atuação de energia sobrenatural sobre a boneca, que foi comprada numa Hobby Store nos anos 1970 por uma mãe a sua filha. A boneca hoje é guardada num museu particular.

2. Boneco Robert

O segundo caso com registro é o boneco marinheiro Robert, que inspirou a franquia de filmes de Chuck, o Brinquedo Assassino. O boneco também é guardado em um museu da Flórida. Conta que uma empregada doméstica praticante de vodu, ressentida pela demissão, buscou vingar-se dos patrões no filho deles, dando um boneco de palha amaldiçoado para ele. O brinquedo foi o pivô da loucura do garoto depois de adulto.

3. Okiku

Outro brinquedo assombrado famoso. A boneca foi comprada no Japão em 1918 por um garoto de 17 anos como um presente a sua irmã de 2 anos. No ano seguinte a menina faleceu e a família colocou a boneca em um altar doméstico e passou a orar todos os dias em memória da filha. O cabelo da boneca passou a crescer, este fato foi visto como um sinal de que o espírito inquieto da menina se refugiou na boneca. Okiku também está conservada em museu japonês.

4. A boneca de porcelana Caroline

Dessa boneca se gerou a conhecida lenda urbana da boneca de porcelana, segundo a lenda, adquirida por uma menina de rua que dormia à porta duma fábrica de brinquedos. O conto verídico fala duma boneca de porcelana adquirida em uma antiga loja em Massachusetts, EUA, a partir daí, sem paz para os donos da loja que solicitaram investigação paranormal sobre as esquisitices associadas à boneca, como ruídos, sussurros e portas a bater.

5. Palhaço Melindroso
Esse boneco é da minha mamãe. Tive de conviver com ele na infância…

As muitas histórias tenebrosas envolvendo a figura de palhaço fomentaram ao menos duas coisas: a fobia de certas crianças por palhaços, e bonecos de palhaços revestidos duma áurea sombria. No Brasil, tudo começara com o jornal NP (“Notícias Populares” 1963- 2001) ao veicular a série verídica “Crimes que Abalaram o Mundo”, publicada em 1990, sobre um assassino em série chamado Palhaço Pogo (John Wayne Gacy, 1942–1994) que trucidou crianças nos EUA nos anos 1970. Depois, a associação feita entre o palhaço Fofão e Chuck, o Brinquedo Assassino; a repetição, nos anos 1990, da cena do boneco-palhaço no filme “Poltergeist” (1982); a popularidade e a insanidade do palhaço Coringa, inimigo de Batman, em “Batman – O Filme” (1989); a lenda urbana da “Kombi do Palhaço” (segundo a qual um palhaço de Osasco/SP raptava crianças para vender seus órgãos); o curta francês de Patrick Boivin, “O Palhaço” (1995); os vários contos legendários que se seguiram com bonecos-palhaços sombrios.

6. Yvette, a Demente

Trata-se duma boneca para terapia de pessoas com transtorno de personalidade ou de demência, confeccionada pela artista plástica Françoise Duvivier. Várias pessoas de boa saúde mental que tiveram contato visual com a boneca relataram se sentir mal, ter pesadelos. Recentemente uma notícia vem correndo a internet sobre a boneca: ela teria sido feita com pele humana.

7.  Letta Cigano

Dizem que este boneco foi feito há 200 anos por um cigano romeno que o construiu para seu filho afogado, pois seu povo acreditava que o espírito humano poderia se transferir para o boneco. Desde então fatos inusitados tem acontecido próximo ao brinquedo. Dizem que as pessoas sentem uma súbita onda de tristeza na presença de Letta, objetos caem das paredes e parece que ele seria capaz de aparecer em locais diferentes dos quais foi deixado, como se tivesse vida própria.

8. Joliet
Esta boneca assombrada está ligada a uma família amaldiçoada por gerações. Segundo relatos, a maldição atinge as mulheres da família que só conseguem dar a luz a dois filhos, um menino e uma menina, porém o filho homem sempre acaba morrendo no terceiro dia de vida. Dizem que a maldição iniciou quando uma amiga invejosa e vingativa deu Joliet  para uma mulher da família. Como parte da maldição, dizem que se qualquer mulher da família se desfazer da boneca uma maldição ainda maior cairá sobre todos ao redor de quem cometer tal ato.
9. Puppet “Old Man”
Este brinquedo pertence a uma investigadora paranormal que possui outros objetos amaldiçoados. Segundo ela, o antigo proprietário deste boneco enviou um e-mail pedindo ajuda, pois ele acreditava que sua casa estava assombrada. Após fazer várias análises e experimentos na casa, a investigadora Jayne Harris e seu marido chegaram à conclusão que o Puppet estaria possuído por uma entidade do mal e que uma sombra perseguia o brinquedo. A certeza dessa afirmação veio através de um vídeo gravado durante a noite que mostraria o Puppet se mexendo…
10. Peggy 
Esta boneca vem ganhando grande fama na internet, pois segundo relatos 80% das pessoas que tem contato com ela vem apresentando algum tipo de reação negativa, tais como dores de cabeça, náuseas, tonturas e até dores no peito. Segundo médiuns que visitaram a casa onde Peggy reside, o brinquedo estaria sendo habitado por algum espírito inquieto, frustrado e que havia sido perseguido durante sua vida terrena.
 11. Mandy 

A história dessa boneca inicia no ano de 1991, quando ela foi doada a um museu na Inglaterra. A antiga proprietária advertiu o pessoal do museu sobre sua crença de que a boneca era assombrada, pois dizia que assim que ela a comprou ouvia insistentemente o som de um bebê chorando, mas quando ela seguia o choro só conseguira encontrar Mandy no quarto. A origem da boneca é um mistério! Alguns acreditam que Mandy contém o espírito aprisionado de uma menina que morreu enquanto estava com o brinquedo no colo e que, ainda hoje,  se sente muito sozinha. Para amenizar sua solidão o pessoal do museu costuma deixar um brinquedo, como uma ovelha de pelúcia, junto a Mandy para lhe fazer companhia, porém talvez ela prefira a presença dos vivos, pois um relato diz que em uma certa manhã os funcionários disseram ter encontrado misteriosamente a ovelha fora da caixa de vidro onde estava armazenada com a boneca para exposição.

 12. Bebe 
Segundo relatos, a boneca teria sido comprada no eBay por uma investigadora paranormal chamada Janice Poole, que possuía o bizarro hábito de colecionar objetos amaldiçoados. Não se sabe se o caso foi sensacionalismo, porém as histórias de Janice são aterrorizantes! Segundo ela, assim que a boneca chegou em sua casa ela passou a se sentir observada durante todo o tempo. Portas começaram a bater, mesmo sem haver correntes de ventos, e até mesmo maçanetas eram movidas.
13. Xuxa, Fofão e Ganha Nenê

 

Foram brinquedos brasileiros que fizeram correr boatos, nada comprovados, de mutilação e assassinato no decorrer dos anos 1980. O boato mais popular da boneca da Xuxa veio de Minas Gerais, duma garotinha de 12 anos que encontrou um punhal dentro da estofa da boneca e, ouvindo repetidas vezes uma voz, esfaqueou a mãe enquanto esta dormia. O do boneco Fofão vinha duma peça vertical de ferro que prendia sua cabeça ao tórax, fazendo muita gente enxergar aí um punhal embutido. Os boatos narram que o boneco causava alergias e que mudava de posição durante a noite de sono. Já o boato advindo da Ganha Nenê vinha de marcas misteriosas de arranhões nos braços das crianças donas da boneca. Os arranhões surgiam durante o sono noturno. Vídeo.
Bônus track
Se você resistiu até aqui, veja se consegue sobreviver ileso a esta miscelânea de vídeos sobre flagrantes de bonecos pelo mundo que se movimentaram enigmaticamente. Não recomendado para assistir à noite.

Propagandas bizarras-II: Baby Laugh (Remco), 1970

Boa sexta-feira 13 para você 🙂
Loading Facebook Comments ...