Em clima de sexta-feira 13, confira as sete músicas mais macabras da cultura pop!

 

A little peace of heaven – Avenged Sevenfold

Uma música com melodia circense, cheia de acordes de órgãos em conjunto com um coro de vozes que já lembram trilhas de terror. O clipe mostra a história macabra de um homem que, após ser rejeitado, mata sua amada e depois é morto por ela. Além de assassinato e eventos sobrenaturais, a música fala inclusive de necrofilia cometida pelo assassino!

Tourniquet – Marilyn Manson

Não dá pra falar de música macabra sem Marilyn Manson né? Aqui ele descreve sua amada (?) como uma coisa muito estranha, parecendo um retalho de coisas assustadoras. E como se ele fosse responsável pelo que ela se tornou, ele pede para que ela lhe odeie e diz que não tem orgulho de si (credo…)

The animal – Disturbed

Essa música é praticamente a descrição da agonia de um homem que se torna uma besta, talvez de maneira metafórica. Se levada ao pé da letra, é o tormento de uma alma humana quando o corpo se torna lobisomem. O clipe é pra quem tem estômago, bem sangrento!

Murderer – Krisiun

O que esperar de uma música intitulada “Assassino”?! Um verdadeiro discurso de tormenta e ódio. A letra é meio confusa, dando a sensação de que a pessoa está delirando, mas tudo culmina em extermínio e morte.

When you’re evil – Voltaire

Uma música com letra pesadíssima, um discurso sobre a maldade. Um ser descrevendo o que acontece quando você é mau e o prazer sentido em ser mau. A letra chega a assustar, quando o indivíduo se julga o melhor servo de Belzebu. Ela não tem clipe oficial, mas deixo aqui um vídeo de O estranho mundo de Jack.

The negative one – Slipknot

Mais uma pra lista das “barra pesada”, essa letra fala em estar condenado e ver o mundo arder em chamas, dada a libertação da Estrela da Manhã – uma clara referência à Lúcifer.

Thriller – Michael Jackson

Não se engane! Apesar do ritmo dançante, Thriller nada mais é do que a descrição de uma situação sombria de suspense e de todas as sensações e sentimentos que passam pela sua cabeça “porque isso é terror”! Além disso, tem um clipe grande do caramba, pois Michael quis contar uma “historinha”. Esse clipe mudou a história promocional das músicas e transformou o formato “videoclipe” no que conhecemos hoje.