Fala, galera!

Visão Além do Alcance na área, e a nossa análise de hoje é sobre um anime/mangá que marcou gerações, mas que muitos desconhecem por aqui,  tanto pela falta de alcance tecnológico da época, quanto pela dificuldade de adaptação comercial em função da grande quantidade de volumes da obra.

Trata-se de Jojo’s Bizarre Adventure (As aventuras bizarras de Jojo em tradução literal). O anime é dividido em diversas partes e muitas pessoas me perguntam por onde começar, por isso vamos tentar esclarecer hoje como assisti-lo até chegar na última parte lançada “Diamond is Unbreakable”.

 

jojo2

Integrantes da família Joestar

 

História

A história gira em torno dos integrantes da família Joestar e como as ações de cada predecessor interferem nos seus descendentes. É interessante ver como as iniciais dos nomes e sobrenomes dos protagonistas tendem a formar JOJO. Tudo começa com as desventuras de Jonathan Joestar, um jovem abastado da burguesia inglesa, que vê sua vida mudar com a chegada do enigmático Dio Brando para morar em sua casa, acolhido pelo respeito que o pai de Jonathan tinha por seu pai, responsável por salvar sua vida. Elementos sobrenaturais começam a serem inseridos aos poucos, com a presença da máscara de pedra, ambição maior de Dio, e o uso do Hamon, característica inerente a poucos indivíduos que os possibilita desenvolver algum tipo de magia ou incremento físico. Aqui o antagonismo é evidente em todo nível, passando do vestuário, caráter, ambições, até qualidades físicas. Corrupção, traição e ganância são alguns dos temas vivenciados pelos personagens e o final deste primeiro arco nos dá uma boa ideia do que estar por vir.

A segunda parte aprofunda mais o uso do Hamon, o uso da máscara de pedra e a importância dos homens do pilar. O anime começa com nosso próximo Jojo, Joseph Joestar, neto de Jonathan, dando um pequeno exemplo da sua forma inesperada de resolver situações com seus poderes. Joseph respeita poucas pessoas, sendo sua avó Erina e Robert Speedwagon, amigo antigo da família, raras exceções, sendo este último motivo maior para Joseph ir ao México. Nesta visita, recebe informações que o levam até à Itália, onde conhece personagens importantes, como Caesar Zeppeli e sua mestra Lisa. O treinamento com Lisa desenvolve os poderes dos amigos e os possibilitam enfrentar os grandes vilões desta saga, Cars e seus asseclas, homens que habitaram a Terra há milhares de anos e acreditam terem direito de a governar. O ritmo desta saga é muito mais frenético que a primeira e tem cor, sim tem cores para todos os gostos.

Na terceira parte, vemos um jovem chamado Jotaro Kujo, clássico exemplar do time de personagens shounen machões, sendo recrutado por seu avô para uma grande missão, parar um ser que incomoda a família há tempos. O enredo é mais simples e direto, o que não quer dizer pior. Vários personagens são acrescentados, como o francês Polnareff, o egípcio Avdol e o japonês Kakyoin. Aqui é importante entender que o Hamon evoluiu e seus detentores passaram a conseguir controlar seus “Stands”, entidades que tomam forma física apenas para outros detentores e que possuem poderes únicos conectados aos usuários, significando dizer que a morte de um Stand implica na de seu hospedeiro. Nesta saga vemos um dos pontos mais fortes de Jojo crescendo, a possibilidade do autor de criar adversidades e poderes únicos. Esta terceira parte é a mais conclusiva de todas, com cenas de batalhas épicas, com grande apreço para a final, que realmente é de tirar o fôlego e está entre minhas 10 preferidas!

Finalmente chegamos ao atual momento do anime: sua quarta parte chama-se Diamond is Unbreakable e narra a vida pacata de Josuke Higashikata, colegial que fica bem irritado com quem fala mal de seu cabelo e parece possuir bom conhecimento do uso de seu Stand. Ele habita em Morioh, uma pacata cidade japonesa com sua Mãe. A cidade de Morioh, apesar de pequena, possui um elevado número de usuários de Stand e eles tendem a se atraírem. Josuke é acompanhado por seus colegas de escola Koichi e Okuyasu e devem descobrir vários mistérios relacionados aos usuários de Stand, cada um mais inusitado que o outro. Personagens já conhecidos pelo público tem papel fundamental neste arco. Aqui a tônica do anime muda muito, quando comparados com os três anteriores.

Houve grande descaso na primeira adaptação do mangá, não por sua qualidade, mas porque tomou como certo o conhecimento dos telespectadores da história antecessora, já que adaptou diretamente a segunda metade da parte 3 do mangá e isto pode ter comprometido a expansão mundial da franquia. Duas séries de OVAS foram lançados em 1993 pela A.P.P.P, adaptando a terceira parte. Em 2001, 7 episódios foram lançados para explicar estes OVAS, acolhendo a primeira metade da parte 3. Em 2012, finalmente JoJo ganhou um novo anime de 26 episódios, o qual adaptou os dois primeiros arcos do mangá. Em 4 de Abril de 2014, Stardust Crusaders recebeu uma nova roupagem. A continuação da série adaptando a parte 4 do mangá, Diamond is Unbreakable  saiu em 1 de abril de 2016 e tem lançamento semanal até o presente momento. Os produtores dos animes modernos são Yomiko AdvertisingWarner BrosKlockWorx e o estúdio a cargo da animação é David Production. Devido ao não seguimento da cronologia do mangá, acompanhar o anime tornou-se difícil, por isso sugiro ver na seguinte ordem:

1 – Jojo 2012 (adaptou o primeiro arco Phantom Blood e o segundo, Battle Tendency.

2 – Aqui você tem duas opções, ver o anime lançado em 2014 ou voltar aos 7 episódios de 2001, seguidos pelos OVAS de 1993, caminho o qual indico, por achar mais completo, para possibilitar a vivência da época e curtir a evolução do anime até o momento atual.

3 – Jojo 2016, Diamond is Unbreakable, o qual está em lançamento.

 

Diamond is Unbreakable
Diamond is Unbreakable

 

Mangá

Primeiro mangá
Primeiro mangá

Primeiro mangá

O mangá de Jojo é escrito por Hirohiko Araki, famoso também por outra obra de muito sucesso, Hokuto no Ken e é o segundo mangá mais longo da história! Jojo’s Bizarre Adventure vendeu mais de 97 milhões de exemplares. A editora Shueisha é a responsável pela publicação. O mangá é dividido em arcos, quais sejam: Phantom Blood (volumes 1-5), Battle Tendency (volumes 5-12), Stardust Crusaders (volumes 12-28), Diamond is Unbreakable (volumes 29-47), Vento Aureo (volumes 48-63), Stone Ocean (volumes 64-80), Steel Ball Run (volumes 81-104), vendido como um mangá à parte e Jojolion (em produção). Apesar de uma base de fãs sólida, infelizmente as perspectivas de adaptação de Jojo para o Brasil não são boas. Jojo é uma aposta arriscada por ser tão longo, por seus arcos serem conectados, impossibilitando um teste e por nosso mercado ainda não estar preparado, são poucos os mangás longos que vingaram por aqui e aí falamos de obras bem consolidadas, como Naruto, Bleach, Dragon Ball e Fairy Tail.

 

Por que Sim

* Jojo manteve-se forte por mais de 20 anos e Diamond is Unbreakable deu novo ar série, mostrando renovação e qualidade em uma realidade nova na franquia;

* Personagens ultramente carismáticos, é difícil não gostar dos Joestars;

* Traço único e paleta de cores que saltam aos olhos;

* Diferentemente da maioria dos animes, o autor não teme matar personagens importantes, causando boas surpresas;

* Trilha sonora maravilhosa, destaque para “Jojo ~ Sodo Chi no Sadame ~” e principalmente “Roundabout”. Aqui algo deve ser acrescentado, Jojo tem forte relação com o universo musical, tendo personagens e stands com nomes idênticos ou alusivos às personalidades da música, como Vanilla Ice, Dire Straits, entre outros.No 39 capítulo de Phantom Blood, assim como no oitavo episódio da adaptação televisiva, surgem 4 zumbis que se apresentam como Jones, Plant, Page e Bonham, que são sobrenomes dos membros da banda de rock Led Zeppelin por exemplo.

 

Por que Não

* Em alguns episódios há variação de qualidade da animação pela falta de verba.

* Há episódios que, apesar de não serem fillers, afastam-se da história principal e podem causar sensação de desnecessidade.

*Apesar de cenas de lutas emocionantes e reviravoltas interessantes, há alguns arcos com roteiros muito bem definidos e lentos, que podem tirar o interesse de alguns.

 

Bom pessoal, espero que tenham gostado. Foi muito difícil condensar toda a obra de Jojo aqui sem revelar partes importantes e sem ser maçante. Logicamente, todos os personagens e momentos vitais não foram tocados, mas o objetivo é fazer vocês darem uma chance. Então corram lá, Jojo pode surpreender!

COMPARTILHAR
Posts anteriorDomingos Montagner do circo para telas da tv
Próximo PostTatuagem Aquarela os cuidados que deve ter
NeZ teve uma sorte danada na infância,foi apresentando ao mundo dos games por seu tio, o qual tinha uma locadora de games e o presenteou com um Atari surrado. Depois disso o menino gostou da brincadeira e não parou mais. No mundo dos animes, porque não citar a influência da saudosa Rede Manchete, responsável pelo início da paixão com Os Cavaleiros do Zodíacos, assistido sempre em conjunto com seu irmão e amigos, o Tokusatsu favorito Jiraiya e Yu Yu Hakusho, homenageado em sua última tatuagem. Por falar nelas, duas e contando,mas que não chegue aos ouvidos da sua esposa, a Alemã é braba. De tanto colecionar, decidiu criar sua própria empresa de comércio de figuras de ação e estátuas, a King Puppen. Têm problemas em escolher qual Mangá ler primeiro.