Os PCs com processadores ARM que receberão o sistema operacional Windows 8 não terão compatibilidade completa com os aplicativos projetados para os sistemas Windows 7 de 32-bits (x86). Quem confirma a notícia é a própria Microsoft, que sugere aos seus desenvolvedores que refaçam os seus aplicativos para a plataforma mais nova, no lugar de adaptá-los.

Windows 8 Start (Foto: Reprodução/TechTudo)Windows 8 Start (Foto: Reprodução/TechTudo)

Apesar de todas as sugestões anteriores indicarem o contrário, Steven Sinofsky, um dos responsáveis pelo projeto do Windows 8 esclarece o assunto durante uma seção de perguntas e respostas, onde ele informa que, apesar dos novos aplicativos codificados para a interface Metro funcionarem em tablets, PCs e laptops com sistema x86 e ARM, os softwares atuais não serão funcionar.

Com essa declaração, Sinofsky modifica um pouco o discurso feito por ele e outros executivos da Microsoft durante a BUILD Conference 2011, realizada nesta semana. Ou esclarecer o ponto onde foi aparentemente mal interpretado. No começo da semana, o executivo disse que os aplicativos que estão rodando em máquinas com Windows 7 iriam funcionar no Windows 8, e muitos assumiram que essa regra também se aplicaria aos sistemas X86 com chips ARM.
Sinofsky argumenta que a Microsoft “tem sido muito clara desde as primeiras demonstrações na CES, informando que o ARM não vai executar os aplicativos x86″. De acordo com o executivo, a preocupação da Microsoft é que os aplicativos x86 não sejam projetados de forma irresponsável, priorizando a segurança do sistema.
“Percebemos os aspectos negativos que isso pode trazer a alguns dos ecossistemas, pois podem facilitar a ploriferação de vírus e malwares”, comenta Sinofsky. E essa pode ser uma estratégia que pode ajudar a reduzir o arsenal dos críticos dos tablets com Windows, que requerem uma maior manutenção do que o iPad ou os tablets Android. E prova que a Microsoft pensa em estratégias diferentes para o Windows 8 nos tablets e nos PCs.

Via: SlashGear