Todos os anos, chegam às lojas títulos de esporte com pouquíssimas novidades. Lá de vez em quando vemos uma novidade significativa num FIFA / PES / Madden da vida. O tipo de jogo que poderia ter mudanças todos os anos são os relacionados a wrestling, a famosa e muitas vezes subestimada luta livre.

WWE 12 (Foto: Divulgação)WWE 12 (Foto: Divulgação)

Semanalmente desenrolam-se histórias mirabolantes com os lutadores, dignas de dramalhões mexicanos, e volta e meia alguém inventa um golpe e todos se divertem, sendo de verdade ou não (SPOILER: Não é). Então por que é tão difícil um jogo de wrestling ser realmente bom?
São sempre jogos truncados, com os lutadores parecendo pesar mais de uma tonelada, gráficos que nem sempre prestam e controles que depois de uma luta, muitas vezes te deixam com vontade de aplicar um dos golpes do jogo na pessoa mais próxima.
Parecia que a THQ, empresa detentora dos direitos da WWE no mundo dos games, tinha acertado a mão com WWE All Stars, um jogo meio cartunesco, com lendas do ringue lutando com a nova geração. Apesar de ser um jogo indicado aos fãs de luta livre, não é um jogo irritante. A movimentação tava legal, os comandos respondiam bem e tudo era alegria e farra, como deveria ser.
Então foi anunciado WWE 12. A THQ abandonou o nome Smackdown vs Raw que mantinha há anos, e assumiu um título mais direto, simples. Os vídeos apresentados não trazem MUITA confiança, pois os lutadores ainda parecem tijolos, mas percebe-se melhorias.

WWE 12 (Foto: Divulgação)WWE 12 (Foto: Divulgação)

Um dos pontos que me chamou a atenção é que o game já está atualizado o bastante com o que está acontecendo na WWE, vide o vídeo da entrada do CM Punk, um dos lutadores de maior destaque na atualidade, e que tem essa música há menos de um mês. 
Além de um sistema de inteligência artificial melhorado, as lutas agora começam mais rápido. Tudo é lindo e veloz no começo, e conforme os lutadores vão tomando dano, começam a ficar mais lento, como deveria acontecer. Caso você comece a tomar uma coça boliviana do seu oponente, como na maioria dos jogos de luta, uma “barra de especial” vai enchendo, permitindo que você faça um “Comeback”. Basicamente, dê uma de Rocky Balboa, dando a volta por cima depois de uma surra.

O jogo também tem um meio de atacar apenas uma parte do corpo do oponente. Você vai dar uma chave, pode escolher cabeça, braços ou pernas. Aí é aquilo que você já sabe: aperte botões freneticamente, como se não houvesse amanhã, pra conseguir vencer.
O jogo traz aproximadamente 70 lutadores, modo história, customização de personagens e arenas, o que já era esperado.
Ainda é difícil prever se essas “mudanças” na franquia vão surtir algum resultado. É interessante ver que a empresa está disposta a reinventar o gênero, e talvez assim, conseguindo atrair mais fãs de wrestling para os games.
WWE 12 será lançado dia 22 de novembro, para Xbox 360, PS3 e Wii.

COMPARTILHAR
Posts anteriorBlizzard praticamente confirma Diablo III para consoles
Próximo PostKinect Disneyland Adventures recebe data de lançamento
Faustino Neto- O Nerd Tatuado Editor geral, editor de vídeo, fundadorOcupação: Empresário, blogueiro , youtuber, social mídia, fotógrafo, colecionador. Base de operações: Arapiraca/Alagoas Ações Nerd: Livros, Games, RPG, HQ, cinema, STAR WARS, colecionáveis, fotos , tatuagem, Simpsons, breanking bad, Game of thrones e outras series Poderes mutantes: Ter lag quando estou conversando Viaja sem sair do lugar