Arquivos

Crítica | Luca, 2021

Impressão minha, ou os filmes da Disney que envolvem o mar sempre possuem uma forte mensagem de descoberta e aceitação? No novo filme da Pixar, “Luca” é um jovem monstro marinho que seguindo os passos de Nemo, Moana e Ariel, desafia a autoridade dos pais em nome da aventura e nos leva junto em uma bonita e comovente história localizada no litoral da Itália.

Em uma ilha rochosa perto de sua casa, ele conhece Alberto (Jack Dylan Grazer), um companheiro aventureiro e solitário, descobrindo que ao subirem para superficie seus corpos se transformam em uma aparência humana.

Depois de dias de travessuras, ocupados principalmente construindo modelos scooters a partir de sucata, Luca é pego por seus pais que ameaçam mandá-lo morar nas profundezas do mar com seu tio. Para evitar o fim da aventura e sonhando conhecer o mundo,  os dois amigos fogem para uma vila de pescadores perto da Ligúria, onde um perigo mais sério o aguarda, já que podem ser descobertos e caçados pelos moradores locais.

O risco dá o tom de todas as piadas do filme, já que qualquer gota de água pode revelar a verdadeira natureza dos dois protagonistas. E aqui dá-se também o tom da produção que mira muito mais em uma diversão familiar com toques de profundidade do que na estratégia oposta, que gerou o aclamado Soul no fim do ano passado.

Em outras palavras, não é uma obra-prima. “Luca” tem sim algumas notas de leve melancolia, mas não é o tipo de filme da Pixar que vai destruir os espectadores adultos fazendo-os se debulhar em lágrimas (só derrubei uma, perto do final).

O vínculo de Luca e Alberto é complementado e complicado por Giulia (Emma Berman), uma humana desajustada  que leva os meninos para casa para seu pai pescador (Marco Barricelli) e os recruta para se tornarem seus companheiros de equipe no triátlon anual da cidade para derrotar um bully irritante.

Tudo isso ocorre de forma apressada e superficial e o filme se esforça muito para ser muitas coisas ao mesmo tempo: uma história de descoberta, um ode à amizade, uma mensagem de auto aceitação e reencontro com a família e uma imagem de deslumbramento. Se fosse outro estúdio, teria sido uma tarefa hercúlea, mas em se tratando de Pixar… eles dão conta do recado.

Luca, 2021
Disney/Pixar
Direção: Enrico Casarosa
Duração: 101 min

Elenco: Emma Berman, Jack Dylan Grazer,
Jacob Tremblay, Marco Barricelli

Assista no Disney+